Férias de advogados? Programe-se para tirar as suas!

Férias de advogados? Programe-se para tirar as suas!

Estamos chegando ao final do ano, período de férias escolares e de coletivas em algumas empresas, e muitos profissionais do ramo jurídico se perguntam: existem férias de advogados? A questão vem principalmente dos profissionais autônomos, que ficam receosos de tirar alguns dias de descanso, deixando de atender seus clientes, de captar novos e de serem remunerados.

A resposta para a pergunta acima é simples: férias de advogados não apenas existem, como são extremamente importantes. É essencial que todo profissional tenha um período de recesso, para poder se desligar do trabalho e descansar a mente, retornando depois com mais energia, o que significa maior produtividade. Ou seja, férias farão bem para você e, consequentemente, para o seu negócio.

Férias de advogados precisam apenas ser planejadas com antecedência, para que você possa usufruir dos dias de descanso sem preocupações, deixando tudo programado e seus clientes preparados. Lembre-se de que eles precisam confiar em você, então os avise antes e deixe claro que tem tudo organizado e dentro do prazo.

 

Férias de advogados: como se planejar?

– Em primeiro lugar, estabeleça o período e a data de suas férias, isso não pode ser feito de última hora! Veja se não tem nenhum compromisso presencial durante os dias estabelecidos, fecha a sua agenda e comece a se organizar internamente.

– Fique atento ao volume de trabalho nas semanas anteriores às suas férias. Programe-se para deixar tudo pronto antes do período de descanso e não pegue nada que não vá dar conta até lá. Caso necessário, faça horas extras para cumprir o seu cronograma e não deixar nada para trás.

– É importante contar com um colega para te substituir em casos que possam demandar serviços de última hora, como audiências. Deixe tudo acordado com o profissional e com o cliente. Sempre converse este, enfatizando que deixará tudo sob controle.

– Muitas ferramentas podem ajudar nas férias de advogados. Use-as para verificar se está cumprindo com todos os prazos dos processos e confirmar que pode viajar com tranquilidade.

– Além de avisar os seus atuais clientes sobre as suas férias, configure o seu e-mail com uma mensagem de aviso para aqueles que te procurarem. Deixe claro o seu período de recesso e diga que entrará em contato assim que retornar.

– Com a certeza de que está tudo organizado, aproveite os seus dias de recesso e descanse de verdade, procurando se desligar do dia a dia.

 

Qual o melhor período para férias de advogados?

Programando-se, com os seus processos organizados, é possível tirar férias no período que for melhor para você. Procure dias em que não há audiências e, caso surja alguma, tenha um colega para substituir você. Alguns profissionais preferem marcar as férias para o recesso forense. Porém, fique atento: para algumas medidas urgentes, como despejo, por exemplo, o prazo continua contando. Consulte o Código de Processo Civil.

Outros profissionais optam por trabalhar neste período, pois aproveitam para captar clientes em busca de profissionais ou para se organizarem internamente.

E você, já escolheu o seu período de descanso? Lembre-se que férias de advogados são essenciais!

Deixe uma resposta