FGTS: Novidades e dicas para melhor empregar o dinheiro

FGTS: Novidades e dicas para melhor empregar o dinheiro

Com as novas regras para saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) anunciadas pelo Governo, muitas pessoas acabam ficando na dúvida em como utilizar o dinheiro disponibilizado da melhor maneira.

A partir de Setembro, poderão ser sacados até R$ 500 por conta ativa ou inativa no FGTS, além da criação do modelo Saque-Aniversário, que vai permitir retiradas anuais de um percentual do saldo, conforme uma escala progressiva, porém essa opção passa a valer somente a partir do próximo ano.

Para o trabalhador que já irá fazer a retirada dos R$ 500 no próximo mês, aqui vão algumas dicas de como aproveitar esse valor da forma mais eficaz.

Quitar os débitos se possível

Pode parecer clichê, mas é a opção mais assertiva. Livrar-se das dívidas é sempre necessário, ainda mais se isso está comendo parte de sua renda mensal, porém se a dívida estiver bem administrada e o valor for muito maior do que o dinheiro do FGTS, não vale tanto a pena assim, talvez investir em algo que possa dar um retorno para liquidar de vez a dívida seja mais interessante, mas é preciso estudar bem a situação.

Cautela nos gastos

É muito importante estar atento às reais necessidades, a pior opção é torrar nas compras supérfluas e sem planejamento. Muitas pessoas acabam desperdiçando o dinheiro adquirindo objetos por puro luxo sem precisar, de fato, daquilo. Como por exemplo substituindo eletrônicos ou eletrodomésticos que ainda funcionam bem por modelos mais novos. Péssimo caminho.

Investir para render

Usar esse dinheiro para ter um retorno, ainda mais se for imediato, é uma boa sacada. Existem várias maneiras de se fazer isso, uma delas é apostar em instrumentos que aumentem a renda do trabalhador. Como por exemplo, alguém que trabalha em casa, dentro do ramo alimentício, pode comprar utensílios de cozinha que permitam uma maior produção, conseguindo assim atender mais pedidos.

Não gerar mais dívidas

Se o que planeja comprar, ainda que seja no pensamento de investir e aumentar a renda, for de um custo maior que o dinheiro disponível, preste muita atenção e avalie se, de fato, vale a pena, pois pode ser muito arriscado. A tentativa pode falhar e uma nova dívida acaba surgindo

Deixe uma resposta