Inadimplência: confira 5 maneiras de diminuí-la em seu escritório

Inadimplência: confira 5 maneiras de diminuí-la em seu escritório

Segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito, a inadimplência atinge grande parte da população adulta: estima-se que, no país, há cerca de 62,9 milhões de consumidores com dívidas a serem quitadas. Esse problema afeta a todos os tipos de negócio, e sabemos como é um tema delicado em escritórios de advocacia que não contam com uma área financeira e para advogados autônomos. Nesses casos, o mesmo profissional que realiza o serviço precisa cobrar os honorários, algo que muitos fazem com constrangimento.

Separamos cinco dicas para você se organizar melhor e diminuir a inadimplência. Confira:

 

1 – Formalize um contrato de prestação de serviço para evitar a inadimplência

Colocar as coisas no papel é sempre a melhor saída! Assim que acertar os seus honorários com o cliente, faça um contrato simples de prestação de serviço, colocando, além de valores, as especificidades do que será oferecido a ele. Entregue uma cópia do contrato ao seu cliente, assim, ele terá um documento com datas e valores de pagamento, e você contará com embasamento caso seus honorários ou serviços sejam contestados.

Observação: como muitas pessoas não guardam papeis hoje em dia, vale enviar uma cópia do contrato também por e-mail.

 

2 – Estabeleça a forma de pagamento

Um dos grandes erros dos profissionais autônomos é não esclarecer objetivamente a forma de pagamento. Ao fechar o serviço, é fundamental que você diga ao cliente quais as opções que ele terá para fazê-lo, e que ele escolha uma delas. Caso não seja por cartão ou boleto, que é um documento, estabeleça uma rotina de pagamento que lhe traga alguma garantia. Por exemplo, se for pessoalmente ou por transferência, faça promissórias.

 

3 – Lembre seus clientes por e-mail

Como muitas pessoas acabam ficando inadimplentes por puro esquecimento, lembrá-las do pagamento próximo à data em que ele deve ser feito é uma atitude bastante válida. Ao fechar o contrato, informe sobre o envio dos lembretes, assim, o cliente já terá ciência de que é uma rotina do seu escritório e não algo direcionado especificamente a ele. Esse lembrete pode ser feito por e-mail ou mensagem de celular.

 

4 – Converse com os seus clientes inadimplentes

Muitos inadimplentes têm o desejo de sanar suas dívidas, porém, não conseguem fazê-lo integralmente e ficam constrangidos de negociar. É, por isso, que você deve ser proativo e procurar seus clientes para negociar o que eles devem. Estude cada situação separadamente e veja se consegue parcelar em mais vezes ou criar alguma condição que facilite a quitação da dívida. É melhor negociar e garantir o recebimento do que ficar com um valor que nunca será quitado.

 

5 – Organiza-se contra a inadimplência!

A última dica é, na verdade, a mais importante. O primeiro caminho para diminuir a inadimplência é ser um profissional organizado, que saiba quanto tem para receber no mês vigente e nos próximos e a quantia inadimplente. Com organização, você conseguirá ter mais controle da parte financeira do seu negócio, identificando melhor o perfil de seus clientes e aqueles que precisam de um acompanhamento maior no que diz respeito aos pagamentos.

 

Essas foram algumas dicas para diminuir a inadimplência no seu negócio. Podemos ainda auxiliá-lo de outras formas, otimizando essa questão. Clique aqui e fale conosco!

 

Deixe uma resposta