Planejamento estratégico: Como organizar o começo de ano do seu escritório de advocacia

Planejamento estratégico: Como organizar o começo de ano do seu escritório de advocacia

O começo do ano é o momento de por ordem na casa e estruturar o caminho que será trilhado nos próximos 365 dias, aproveitar o ritmo desacelerado dessa data é essencial para elaborar metas e traçar objetivos.

O planejamento é a base de uma organização sustentável, no último texto falamos por alto sobre esse tema dentro das dicas sobre o período de recesso, agora iremos aprofundar o conteúdo detalhando alguns passos indispensáveis dentro de um sistema eficaz de planejamento, preparação e organização.

Propósitos e estratégias

Saber onde quer chegar é essencial em qualquer situação, principalmente dentro de um planejamento, porém para isso é preciso avaliar os caminhos e os métodos que irão te levar a esse objetivo.

Se, por exemplo, a meta estabelecida é conquistar novos clientes para o escritório, é necessário avaliar qual a maneira mais eficiente de atingir esse propósito. Determinar prazos, considerar os obstáculos e checar as conclusões são sempre atitudes fundamentais na busca do resultado. Monitorar o andamento desse processo é de suma importância para destacar possíveis falhas e corrigi-las a tempo para que o objetivo principal não seja prejudicado.

Funções e responsáveis

Destacar objetivos e não atribuir qual será o papel de cada um é perda de tempo e desperdício de conteúdo. Esperar que as pessoas se prontifiquem é contar com o acaso e no ambiente de trabalho essa certamente não é a melhor estratégia, então atribua funções!

Deixar estabelecido qual o compromisso de cada um contribui para o senso de responsabilização da equipe, dando autonomia a todos e tirando dos líderes o peso exclusivo da execução de um serviço bem feito. Isso é jogar em time. Apesar de cada meta possuir um responsável que acompanha sua evolução, existe toda uma equipe movimentada por esse líder que trabalha elaborando e executando as ações que promovam o alcance do resultado final.

Métodos e ferramentas

Com propósitos determinados, estratégias traçadas, funções atribuídas e responsáveis destacados, está na hora de definir os métodos e as ferramentas que serão usadas para facilitar o processo e tornar real o planejamento estratégico.

Para definir os métodos e as ferramentas essenciais é preciso observar minuciosamente cada meta. Voltamos ao exemplo abordado anteriormente, se o objetivo é a conquista de novos clientes, o que é preciso para isso? Novas parcerias? Mais divulgação? Apostar no marketing? Investir em redes sociais?

É preciso levantar todo esse questionamento que envolve pesquisa e uma avaliação rigorosa das necessidades reais para que não haja perda de tempo, afinal a rotina advocatícia, sempre muito atribulada, não permite muitas falhas.

Feito tudo isso, não há como errar, um planejamento estratégico bem formulado é um tiro certeiro para progredir com organização e disciplina

Deixe uma resposta